Apresentando um telejornal

Os alunos do 6º ano, coordenados pela professora Jussara (Redação), participaram de uma atividade bem produtiva: a elaboração de um telejornal.

A turma foi dividida em grupos e cada um tinha que montar um programa de notícias para a televisão como manda o figurino: nome, apresentadores, notícias, entrevistado. Apenas uma regra era igual para todos: as notícias deviam girar em torno da escola, da cidade e do mundo.

Nessa brincadeira educativa, até a diretora Marina participou sendo entrevistada por um dos grupos.

Veja em nossa seção Eventos o resultado final.

História do telejornal
O cinema foi responsável pelo início desta prática jornalística que, em sua época, era chamado de Cinejornal.

Com a chegada da televisão após a 2ª Guerra Mundial, os noticiários de cinema foram gradualmente perdendo relevância. A televisão prometia imediatismo em vários sentidos: a notícia em um momento mais próximo e a localização em casa.

O primeiro evento televisivo noticioso foi no mês de agosto de 1928, nos EUA. A emissora WGY transmitiu simultaneamente em rádio e TV o senhor Al Smith, pré-candidato à presidência pelo Partido Democrata, aceitando a indicação oficial. Foi o primeiro sinal ao vivo e o primeiro evento de notícias.

No Brasil, o telejornalismo surgiu por meio do empreendedorismo de Assis Chateaubriand, criador e dono da primeira emissora de televisão do Brasil, a PRF-3/TV Tupi. Aqui no país, a televisão chegou em 18 de setembro de 1950. No dia seguinte, o primeiro telejornal foi colocado no ar. Chamava-se “Imagens do Dia”.
 
 
 

História da Escola

Berçário

Política Educacional

Orientações para o Aluno

Grade Curricular

Estrutura

 
 
 

Todos os direitos reservados - © 2009

Link para RGB Comunicação - Agência de Internet